Detecção de latitudes e longitudes

Os trabalhos em vídeo de Marina Camargo poderiam ser divididos entre aqueles que registram ações (geralmente filmados no estúdio da artista), vídeos construídos com sequências de imagens (próximas ao desenho) e vídeos estruturados através de uma narrativa linear (na qual a presença de texto é tão relevante quanto as imagens em movimento).

Sua prática com a imagem em movimento é derivada da fotografia e do desenho, e em muitos de seus vídeos são perceptíveis elementos característicos destas práticas bidimensionais. Seus primeiros trabalhos em vídeo estão numa fronteira entre a fotografia e a imagem em movimento, multiplicando a imagem no tempo e mantendo um movimento mínimo nas cenas gravadas (como em Photo Color, 2011).

 

“Detecção de latitudes e longitudes” derivada de um trabalho sonoro no qual as latitudes e longitudes são narradas por uma voz que parece mapear intimamente elementos do globo terrestre.

No vídeo, são os gestos das mãos que parecem buscar no globo as referências que pontuam as distâncias e amplitudes do mapa. A ação contínua de “mapear com as mãos” os elementos que são puramente gráficos (portanto, não-táteis) pode ser entendida como uma observação de um gesto íntimo da artista com o objeto (globo) tão presente em suas pesquisas e trabalhos recentes.

Detecção de latitudes e longitudes
Vídeo
5 minutos
2021